Espigueiros do Soajo

Trata-se de uma eira comunitária com uma das maiores concentrações de espigueiros em Portugal, 24 no total. São todos em pedra e estão assentes num grande afloramento granítico. O mais antigo data de 1782.
Os Espigueiros do Soajo são engenhosas construções em granito destinadas a proteger o milho das intempéries e dos animais roedores. As paredes têm fendas para que o ar possa circular através das espigas empilhadas, evitando que se estraguem. Os pilares que sustentam estes espigueiros têm uma barreira no topo que impede os roedores de chegarem aos cereais. Já as cruzes que os encimam destinam-se a dar protecção divina ao que lá está armazenado. Ainda hoje alguns destes espigueiros são utilizados pela população.
Imóvel de Interesse Público – IPA.00006169

Localização: Soajo, Arcos de Valdevez, Viana do Castelo.
Coordenadas:  41°52’19.73″N   8°15’45.68″W

DSC_15777R2

DSC_15795R2

DSC_15781R2

DSC_15782R2

DSC_16656R800pxMA

DSC_16660R800pxMA

DSC_15784R2

DSC_15786R2

DSC_15791R2

DSC_16650R800pxMA

 

Paço de Giela

O Paço de Giela, cuja construção data do início da Idade Média, localiza-se na freguesia de Giela, concelho de Arcos de Valdedez. Este Monumento Nacional, que ainda há poucos anos se encontrava em ruínas, foi totalmente recuperado e está aberto ao público desde Julho de 2015. O Paço tem um espaço interpretativo que, através de uma plataforma interactiva, permite conhecer a sua história e as várias fases de remodelação que este monumento sofreu ao longos dos séculos. Tem também um pequeno museu arqueológico.

Localização: Giela, Arcos de Valdevez, Viana do Castelo.
Coordenadas:  41°50’59.04″N   8°24’29.45″W

DSC_59595R800pxMA

DSC_61285R2

DSC_61284R2

DSC_61226R2

DSC_61272R2

DSC_59634R800pxMA

DSC_61228R2

DSC_59602R800pxMA

DSC_61229R2

DSC_61259R2

DSC_61258R2

DSC_61262R2

DSC_61256R2

DSC_59620R800pxMA

DSC_61231R2

DSC_61235R

DSC_61263R2

DSC_61270R2

DSC_59628R800pxMA

DSC_61260R2

DSC_59601R800pxMA

DSC_61282R2

DSC_59645R800pxMA

DSC_61275R2

DSC_59642R800pxMA